PUNIÇÕES - Dia 04/07/2021

13/07/2021
general.news_image

Em partida válida pelo Campeonato Preparatório Prime RJ, na Arena TUC, a partida entre Cruzeirinho e Boca Juniors, pela terceira rodada da competição, foi encerrada aos 15:12 da segunda etapa em decorrência de uma confusão entre atletas. 

O placar marcava 7x5 em favor da equipe do Boca Juniors, quando a bola saiu em tiro lateral favorável ao Cruzeirinho, em sua quadra de ataque. O atleta Rafael Santos, reserva da equipe do Boca, reteve a bola com as mãos, impedindo a cobrança rápida pelo seu adversário. Iury Henrique, da equipe oposta, tomou a bola de suas mãos e o empurrou, dando início a uma discussão. Os bancos invadiram a quadra durante o bate-boca.

Durante isso, os goleiros Guilherme Barboza, do Boca Juniors, e Jean Patrick, do Cruzeirinho, trocaram agressões verbais e deram início a empurrões, sendo contidos por seus companheiros. Após apaziguada a confusão, ambos os goleiros foram expulsos. Rafael e Yuri receberam cartões amarelos. Como Yuri já havia recebido um cartão aos 18 minutos da etapa final, foi expulso pelo segundo amarelo. Visando evitar uma briga grave, a equipe de arbitragem decidiu por manter Jean próximo ao seu próprio banco de reservas e Guilherme no lado de fora da quadra, na lateral oposta. No momento em que a partida seria retomada, os goleiros expulsos seguiram trocando ofensas verbais à distância. Foi quando Jean pegou uma pedra, atravessando o ginásio e arremessando em direção a Guilherme. A pedra não acertou o atleta. Mas devido ao iminente risco às pessoas envolvidas e ao patrimônio do Clube, a partida foi encerrada pela arbitragem. 

Diante do exposto, a Liga Carioca de Futsal manifesta-se, primeiramente, reiterando seu compromisso com o esporte e a segurança dos atletas, acompanhantes e envolvidos por parte do Clube e da própria Liga. Repudiamos qualquer tipo de violência, física ou verbal, com ou sem uso de armas, pedras ou o que quer que seja. 

As equipes Cruzeirinho e Boca Juniors ficam advertidas, sob risco de exclusão por seis meses a dois anos de todas as atividades da Liga Carioca de Futsal em caso de reincidência.

Punição dos atletas: 

Iury Henrique (Cruzeirinho) - suspensão automática (01 jogo)

Jean Patrick (Cruzeirinho) -  12 Jogos

Guilherme Barboza Morais (Boca Juniors) - 6 jogos